Blogueiras amigas

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Senta que lá vem estória .....

Parafraseando um antigo programa infantil que meus filhos adoravam, o Castelo Ratimbum da tv Cultura.

Eu fiz um curso sobre empreendedorismo e uma das tarefas é contar como iniciamos no nosso negócio. 
Artesanato como hobby, foi assim que eu iniciei ainda criança, meu colégio tinha aula de artes manuais , mas confesso talento eu não tinha .
Foi com muita insistência que fui me desenvolvendo.
Na adolescência , minha mãe talentosíssima em tudo o que fazia , iniciou um curso de pintura em cerâmica, fui junto e não gostei. 
Tentei aprender crochê, trico, mas apesar de ser uma artista minha mãe não tinha paciência para ensinar. E eu também não tinha paciência de aprender.
 Nada como o tempo e a idade, a gente aprende a  aceitar e agradecer pelo que se tem e pelo aprendizado.
Sendo assim, joguei voleibol, adorava, fiz faculdade, não foi de terapia ocupacional não, fiz psicologia , mas seu blog tem esse nome . 
Bem o nome do Blog é tear pia , relativo a tecelagem manual que descobri ser de grande valia para ajudar pacientes pós traumáticos amputados.
 Fui fazer o curso com a querida professora Beralice Lazaris  em Blumenau , na casa de cultura. E foi esse curso que me fez voltar a fazer artes manuais, foi o estopim o "hobby". 
De passa tempo a atividade remunerada, como ? 
Ano passado, a empresa em que eu trabalhava fez uma demissão em massa, fui junto com a massa. 
Coincidiu com a aposentadoria de meu esposo e a nossa mudança para o interior,  problemas de saúde, noticias inesperadas, surpresas desagradáveis,  aos 57 anos , sem emprego e com certeza sem a possibilidade de tentar recomeçar na atividade particular, numa cidade muito pequena . 
Eu, decidi comercializar os artigos que fazia para mim, minhas noras lindas,  para a filhota do coração , e as amigas que eu presenteava. E assim nasceu o Atelier , artes manuais by Silvinha , pois era assim que minha mãe me chamou a vida toda .




Arte desenvolvida pela querida Giovana Stewers

sábado, 14 de julho de 2018

Bodas de Oliveira - 34 anos

Bodas de Oliveira 

 A árvore que é símbolo da paz foi escolhida para marcar o 34º aniversário de casamento. 
Na Bíblia, é citada como a árvore sagrada.
No passado, houve vidas que dependeram do fruto da oliveira, a azeitona, que depois de transformada dá o azeite, que era importante para as suas vidas.
A oliveira é bastante resistente as adversidades do tempo.
Tal como os 34 anos têm de ter resistido as intempereis da vida quotidiana.

A Oliveira representa o símbolo da PAZ!



quarta-feira, 16 de maio de 2018

quinta-feira, 5 de abril de 2018